Como ter conversas melhores e ser mais interessante

Só de clicar nesse post, você se coloca a frente de 90% das pessoas, é sinal de que você tem consciência da sua chatice, o que é bom — vamos agora aprender como ser mais interessante.

O mundo está lotado de gente chata, sem paixão e que parecem ter como única função sugar todas as nossas energias.

Não seja uma dessas pessoas, mas também não seja um babaca que acha que o mundo está errado por não querer ouvir as merdas que tu fala.

O mundo não te escuta por quê você não agrega o principal nutriente para alimentar uma conversa interessante.

Não é o que você está pensando

Quase que cometia a besteira de colocar o conteúdo como principal ingrediente de uma conversa interessante, não é.

Decerto, conteúdo importa, mas não é tudo, algumas das conversas mais memoráveis que eu tive na vida foram sobre os assuntos mais idiotas possíveis, uma vez passei horas discutindo com um amigo as chances do Goku pegar a mulher do Superman.

Esse bate-papo sobre as chances do Goku com a Lois Lane só foi possível porquê nós dois estávamos conversando com paixão, não queríamos derrubar o argumento um do outro, só estávamos felizes em compartilhar nossos pensamentos num tema tão simples e bobo.

Conversas Interessantes
O carisma do Son Goku é insuperável.

Claro que isso é um caso especifico, algumas conversas devem ser um pouco mais profundas, com temas mais importantes — tenho certeza que você não quer ser uma daquelas pessoas que passam a vida divagando sobre coisas rasas.

Conversas sobre temas mais sérios — quando feitas com sinceridade — são fundamentais para a formação de relações duradouras, pois elas nos permitem conhecer verdadeiramente quem está na nossa frente.

Mas até as conversas mais sérias suplicam por paixão.

Que paixão é essa?

Me responda sinceramente, qual o assunto que você não ver a hora de conversar com alguém? o que você acha interessante?

Não é uma pergunta difícil, mas muita gente hesita em respondê-la, isso ocorre por dois motivos: medo de ser algo desinteressante e medo de ser considerado algo fora dos padrões.

Por isso é tão comum nós termos respostas clichês: Amo falar sobre séries, sobre filmes, sobre hq’s, amo os animais, amo a natureza.

Ama mesmo? Certa vez eu conversava com uma varoa que se encaixava no ultimo tipo — amante da natureza — fiquei bem interessado, fiz algumas perguntas do porquê ela gostar da natureza, enquanto ela respondia confesso que um belo e sonoro bocejo veio da minha boca.

Mas calma, antes de me julgar um insensível saiba que meu bocejo foi um bocejo solidário — aquele que vem acompanhado de outro.

Eu tive que interromper essa pessoa e pergunta-la porquê diabos estava mentindo para mim, claramente ela não se interessava no assunto.

E eu tinha razão, depois de um tempo conversando ela finalmente falou sobre o que a interessava, acreditem se quiser, mas essa doida era fascinada por teorias da conspiração envolvendo o homem na lua — na verdade foi algo muito mais bizarro do que isso, mas pela integridade do texto vamos imaginar que se tratava da viajem do homem a lua

Ela me falou com tanta paixão sobre esse assunto que até os dias de hoje eu me pego imaginado as possibilidades desse evento.

E isso é a paixão de que tanto falo, é falar sobre aquilo que você não pode viver sem, sobre aquilo que já está impregnado na sua própria história.

Por exemplo, uma mãe que ama o filho, existe exemplo melhor do que esse? pergunte qualquer coisa a essa mãe sobre seu filho e ela passará horas contando todos os seus feitos e desfeitos do rapazinho.

Em resumo, falar de assuntos que realmente te fascinam é a melhor forma de tornar suas conversas mais interessantes

Não, isso não é egocentrismo

Conversas Interessantes
Quem nunca pensou em dá um soco naquele amigo que só sabe falar sobre ele mesmo.

Não, eu não estou pedindo para você se tornar aquela pessoa que só consegue conversar sobre ela mesma, longe disso, o que eu peço é que você faça um favor a todos e mostre sua verdadeira face, conversando sobre o que genuinamente você ache interessante.

Dê a chance do próximo conhecer quem você realmente é, se não gostarem de você, que se dane, existem pessoas no mundo que vão compartilhar das mesmas paixões que você.

Não mude quem você é para agradar os ouvidos de quem não está nem aí pra você — Ah! e antes que vocês me zoem eu sei que isso é frase de blogueirinha, mas porra, vão querer me dizer que não é mais pura verdade?

Eu vi muitos amigos se transformarem na hora de falar com mulheres, eles assumiam um personagem, o mais comum era o Macho Alfa.

Ante de partir, uma observação

Meus amigos, a vida é foda, nem sempre será possível falar com paixão sobre algum assunto, principalmente porquê nem toda conversa é casual, existem as conversas profissionais, e essas geralmente não permitem a paixão, a não ser que você seja um dos poucos que trabalham com o que gostam.

Mas não fuja delas, não são o fim do mundo — a obrigação não diminui o homem, só o eleva.

Na próxima discussão sobre os termos de algum contrato, não fique carrancudo imaginando 1001 coisas, se entregue ao que está fazendo, e faça bem feito, a vida não é tão ruim quanto você imagina, enfim, acho que estou me prolongando demais.

Espero que você tenha entendido a mensagem.

Falar com paixão é sempre o melhor jeito de ser ouvido, e consequentemente, entendido.

Não tenha medo de ser você, suas conversas vão melhorar 100% se você for apaixonado pelo que diz.

Conversas Interessantes
“Guarda a tua língua do mal e os teus lábios,
de falarem enganosamente.”
Salmos 34:13