Como desenvolver sua inteligência social

Dos quatro tipos de inteligência: Emocional, Intelectual, Social e Espiritual.

A social é a que teve maior impacto no meu ser — talvez por ser a mais fácil de ser trabalhada; ela é a inteligência responsável por ditar o seu comportamento na sociedade em diferentes situações.

Com toda a certeza, o “livro básico” da Inteligência Social é a coragem, sem ela você continuará andando sem lastro numa sociedade cada vez mais passageira.

Um mundo onde você é livre, esse é meu objetivo.

Antes de tudo

Peço antes de tudo perdão pelo clichê revolucionário da sentença anterior, foi uma forma barata que esse jovem preguiçoso encontrou de chamar sua atenção.

Ao passo que se faz necessário explicar o que é esse mundo livre.

É o mundo onde você pode caminhar de cabeça erguida, não por ter algum aparato monetário te empurrando, mas sim, por ter a consciência de que sua voz merece ser ouvida, de que sua presença nesse mundo merece ser sentida.

Você é importante, só não sabe disso ainda.

Vamos começar

Inteligência Social
Esteja pronto para a guerra.

Como já citado em outra publicação, fazer o básico é sempre o melhor jeito de fazer alguma coisa.

E o básico aqui é a coragem, você precisa está pronto para o mundo, onde você será criticado, sem dó nem piedade, mas essa é a vida caralho — prometo que vou parar com os palavrões mãe.

Você precisa ter coragem de encarar as situações sociais.

  • Situações sociais são aquelas conversas que você tem com o vizinho, são confraternizações onde você é ignorado, festas onde te colocam para escanteio, ou seja, é a sua relação com o mundo.

Dessa forma você consegue ganhar experiência em uma área cada vez mais debilitada.

Expertise Social

Em resumo, trata-se da habilidade essencial para qualquer um que quer desenvolver sua Inteligência Social.

Inteligência Social
Mãe, Pai, Irmã, são vocês?

Sem dúvida o celular mudou tudo na dinâmica social, as conversas olho no olho estão morrendo e ninguém parece se importar.

Ninguém tem mais consciência de como se comportar diante de pessoas, já que, conversar pelo WhatsApp se tornou o modus operandi da nossa geração.

Ninguém mais sabe a hora de abraçar e a hora de beijar. E isso é um fato.

Uma historinha do Zé.

Você certamente se lembra da febre Pokémon GO, todo mundo jogava esse puto jogo — Inclusive esse que vos fala.

O jogo consistia basicamente em você sair pelas ruas capturando pokémons — Meu Deus, como eu era trouxa — mas enfim, numa das minhas caçadas pelo centro da cidade um acontecimento me deixou num mix de fúria e risos.

Um grupo de 7 aborrecentes estavam reunidas batalhando por uma Arena — uma espécie de base no jogo. Gritavam, se esperneavam, parece ser a únicas coisas que os jovens sabem fazer hoje em dia.

Talvez você objete. “Qual o problema Zé? Você mesmo já disse para se divertir ao máximo sem se importar com o julgamento dos outros? Você tá julgando?”

Meu cumpádi, existe hora e lugar, sabe onde essa balbúrdia tava acontecendo? No lado de uma Igreja Católica, em horário de missa.

Entendeu o problema?

O pior, acho que eles sequer perceberam onde estavam.

Você precisa entender isso!

A expertise social — habilidade de saber agir na hora certa em situações sociais — é o motor de arranque da inteligência social.

São muitos sociais né? Mas é o que você precisa fazer, ser social.

Se você conseguir dominar essa habilidade — que poucos possuem hoje em dia — a sua inteligência social crescera exponencialmente.

Assim sendo, você terá mais confiança para encarar novos desafios, vai conhecer gente interessante, vai sorrir mais, e o mais importante.

Vai viver melhor.

Inteligência Social
“Aprender é mudar posturas” Platão, Filósofo Grego