Aprenda como conquistar sua confiança

Você já deve ter perdido a conta de quantas vezes deixou de fazer alguma por falta de confiança.

Ainda sim, você nunca procurou entender porquê de tanta covardia — ou uma forma de ganhar confiança — invés disso, preferiu acreditar naquilo que enfiaram na sua cabeça.

Que sua aparência não é das melhores, que ninguém quer ouvir sua opinião sobre algum assunto, que você não vai ser um ninguém na vida.

Tudo isso é mentira, e você sabe.

Qual a próxima cena desse filme?

Antes de tudo eu preciso te contar um segredo sobre 99,8% das pessoas no mundo, elas pensam que a vida é um grande e complexo filme.

Todo mundo pensa ser o diretor e o protagonista da própria vida, o que é verdade.

O problema é quando elas começam a se enxergar como o protagonista do filme dos outros, e por mais incrível que pareça, muita gente comete esse erro, inclusive você.

Confiança
Ben Affleck, você não é o Batman.

Decerto você já passou por uma situação de ansiedade social, isso ocorre porquê você pensa que tem alguém te julgando, principalmente em um ambiente superlotado.

Por exemplo, quando você pensa em abordar alguém interessante na rua, qual a primeira crença limitante que vem a sua mente?

As pessoas vão me ver e pensar que eu estou desesperado. Vão rir de mim se eu tomar um fora. Eu vou fazer alguma merda e vou ser chacota para sempre.

Esse tipo de pensamento destrói sua confiança, tudo isso passava pela minha cabeça, como também passa na sua.

Você é o Figurante N°12

Por mais que essa forma de pensar já tenha sido abordado em outras publicações, acho interessante reforçá-la aqui.

Meu objetivo é que toda vez que você estiver preso no ambiente escaneando por olhares de reprovação, esse termo, Figurante N°12, venha na sua cabeça como uma assombração.

Não é sobre se tornar um antissocial que não dá a mínima para o mundo — longe disso — é sobre curar-se dele e se tornar verdadeiramente livre.

Repita sem medo, eu sou o Figurante Nº12.

Nós vivemos na era da atenção, todo mundo está desesperado por ela — é só entrar em uma rede social qualquer e você irá saber exatamente do que eu estou falando.

Seja como for, cabe a você se destacar da multidão dando as costas à ela.

Ninguém está preocupado com o que você está fazendo. Ninguém liga se você usou a mesma roupa na semana passada.

Todo mundo está com medo de todo mundo.

É triste, mas é a realidade. Você, que pensa que seu vizinho está julgando cada movimento seu — saiba disso — ele provavelmente está pensando que você está julgando cada passo dele. É um ciclo vicioso.

Às vezes, você é o ator principal

Confiança
Esse moleque vai ser figurante de filme do Scorcese.

Antes de tudo, preciso deixar algo claro; não me invente de bancar o figurante quando existe outra vida dependendo de você.

Já que nesses casos, você é o ator principal na vida de alguém.

O figurante nº12 é para aquelas pessoas que não conseguem relaxar em ambientes externos: praças, shoppings, festas e por aí vai.

É para você que não consegue socializar com ninguém fora do seu circulo atual de relacionamentos. É para você que já desperdiçou tempo demais se preocupando com o que os outros vão pensar. É para você que cansou de ser deixado para trás. É para você que não tem confiança em si próprio.

Veja também: Duas dicas rápidas para você superar o medo

É um começo, mas só um começo

O figurante nº12 vai te estender a mão e te puxar do abismo da ansiedade social, mas ele não pode fazer tudo sozinho.

Assim sendo, cabe a você — e somente a você — se erguer de vez desse inferno que é ter medo de tudo ao seu redor, cabe a você procurar sua confiança.

Eu sei bem o que é isso, como um jovem nordestino recém-chegado a Brasília eu senti na pele a dor que é não se sentir aceito — e também a dor de viver numa bolha imaginária onde você acha que o mundo inteiro está julgando cada movimento seu.

Se você não fizer alguma coisa sua vida vai continuar esse abrigo de tristeza e decepções, você tem tempo — mas lembre-se, o tempo não para.

Confiança
“Mas se você achar
Que eu tô derrotado
Saiba que ainda estão rolando os dados
Porque o tempo, o tempo não para”
Cazuza – O tempo não para